É um erro acreditar que a literatura pode se colher ao vivo. É preciso sair da vida…É preciso sair de si e se concentrar, o máximo possível, num único ponto… Reconheço que é exato, que não tenho o dom de realidade. Eu desencarno deliberadamente, até certo ponto, pois desconfio da realidade…Mas para ir mais longe.

Foi essa experiência que me tornou consciente daquilo que chamo de realidade, isto é, uma coisa que vejo diante de mim, algo de abstrato, mas que foi no entanto incorporado às charnecas, ao céu; ao lado disso, nada conta; nisso encontrarei meu repouso e continuarei a existir. É o que chamo de realidade. E às vezes me digo que é a coisa mais necessária e que não cesso de buscar.

 

Virginia Woolf citada por Blanchot, O livro por vir, pág. 146

 

Virginia Woolf

www.000webhost.com